Semana botafoguense

março 7, 2009

torcida20x20flu1

 

 

 

 

 

 

 

Como eu disse no post anterior, fiquei uma seman sem postar no blog devido a uma promessa. Esse tempo todo surgiram diversos assuntos que repercutiram durante a semana do Glorioso.

Na segunda o assunto não poderia ser outro: O título da Taça Guanabara! Mas logo outros assuntos surgiram, Cuca chateado com o novo Hit da torcida botafoguense (Vice é o Cuca!), Ney Fanco Na beira do Caos e as especulações sobre a contratação de um novo lateral esquerdo.

Vamos ao que realmente interessa: A contratação de um latera esquerdo, já que não vale a pena ficar falando de chorão e Ney Franco cantor agente fala depois. 

Como todos sabem, nosso elenco ainda tem a carência de um lateral esquerdo e Ney Franco nunca escondeu que queria a contratação de um jogador na posição. Mas agora parece que Maurício Assumpção ouviu o técnico e vai as compras!

Especulações não faltam, o nome mais falado é o de Richarlyson, atualmente no São Paulo. Mais completam a lista o experiente Sylvinho (Barcelona), o promissor Leonardo (ex-Portuguesa e atual Olimpiakos), e o desconhecido Luciano Amaram (atualmente no Vitória de Guimarães).

Minha humilde opinião é de que deveriamos investir em Leonardo. Grande jogador, jovem e pode se valorizar aqui, para depois uma possível venda para Europa. Sylvinho sinceramente é o único que descarto,já que seria um investimento altos em um jogador muito velho e que está parado no Barça.


Sai Zárate, entra Lateral.

fevereiro 19, 2009

Com o empréstimo de Zárate para o clube chileno O’Higgins, sobra dinheiro no  pequeno orçamento do Botafogo para a contratação de um lateral-esquerdo.

“Com a saída do Zárate temos uma folga maior, pois estamos respeitando o orçamento que foi traçado para evitarmos surpresas desagradáveis. Tanto que estávamos trabalhando inclusive com R$ 4 mil a menos por mês do que o previsto para o futebol”, explicou o vice-presidente de futebol André Silva, à Rádio Brasil, prometendo evitar exageros.

“Podemos focar na contratação de um homem de área ou em qualquer posição que a comissão técnica considerar carente. Mas tudo precisa ser feito com muita calma, pois não está sobrando dinheiro e as contratações têm que ser cirúrgicas”, precisou o dirigente.